batalha de peixe

por Juliana Wähner

~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~<CO<~~~~~~

batalha de peixe 01 – 07/09/2017_fotos Guilherme Silva

 

 

Batalha entre o Ordemalfabétix e o Étautomatix

pegar pelo rabo, lançar, bater, receber, escorregar, retoma, bater mais forte, chegar mais junto, o cheiro, o sangue, cabeça dura

limpar, lavar as entranhas e o sangue, cortar a cabeça, tirar a pele, cortar os filés, fritar os filés, colocar cabeça e os restos pra cozinhar, por um bom tempo, tempera, adiciona cebola tomate quentro, cozinha, coa, e bebe….

 

foto Pedro Rangel

puxar pele

por Juliana Wähner

puxar pele

experimento projeção do vídeo da obra sobre a obra

foto Amarú Dlm
foto Amarú Dlm
foto Amarú Dlm
foto Amarú Dlm
Screen Yuri Landarin
foto PV Alcantara Martins
foto Yuri Landarin
foto PV Alcantara Martins

qual a fronteira entre um corpo e outro? o que os diferenciam?
o que um oferta ao outro?
uma súplica, uma contaminação, uma oração velada na carne?

os movimentos parecem ser convertidos em falta, mas também em adoração.
o que somos senão algo anônimo?

tento dizer sobre nossa expansão, mas não me reconheço, já perdi o que chamamos de rosto.
eu me penduro em ti, eu me derramo.

tentamos conceber a manhã sozinhos, mas é inútil.
o toque derrama nossas fronteiras, e não há mais diferenciação entre manhãs e noites. nossos músculos adquirem um nova substância.
eu deslizo ao teu encontro, não me desfaço de ti.

é de nossa reunião, que tantos chamam de obscena por estarem atrofiados, que nasce o crepúsculo que guardamos intocado.

registro por RAQUEL GAIO

Obra sem Título / Atropelamento

por Juliana Wähner

montador: se defini na hora

fotógrafo: se defini na hora

espaço: definido na hora pela obra

Ficha técnica é a consequência de uma obra

A obra, feito ao vivo, a partir de modelagem e montagem do espectador/artista, que se defini na hora. Fotografado pelo fotógrafo, definido na hora.